Os outros também somos nós


Quando em Março de 2020 nos deparámos com a Pandemia, não houve aviso prévio. Era algo que pensávamos que estava a acontecer a alguns confortáveis Kms de distância. É sempre como assistir a um filme, quando estas coisas passam no Telejornal: os mais sensíveis impressionam-se mas a nossa segurança não é beliscada. Podemos voltar às nossas vidas e rotinas, logo a seguir, não é connosco e está a acontecer longe. 

Desta vez porém, foi diferente, China, Itália, Reino Unido, Estados Unidos da América, Alemanha, India.....Portugal....o Mundo Inteiro foi afectado. Estima-se que 6,9 milhões de pessoas tenham morrido até hoje por causa da Covid-19. E ainda não é passado... 

Mais uma vez a história da humanidade passou a ser fatalmente comum, não permitindo que nos comportemos com a ideia de que somos seres independentes e que o traçado da nossa vida não implica com as demais. 

Ao Grupo H e a todos os seus colaboradores, por operar no ramo da saúde, acresce a responsabilidade e o compromisso para com a população que serve. Somos nós quem as pessoas procuram quando adoecem, quando querem controlar as suas doenças crónicas e precisam de seguimento e apoio nas mais variadas áreas da Medicina. E isto faz com que todos nós estejamos do lado da solução que os utentes procuram e necessitam. 

Quando menciono todos, quero dizer mesmo TODOS. Cada um no seu lugar, desde quem atende as pessoas numa marcação telefónica ou presencial, até quem é responsável pelos stocks, passando pelos médicos, pelos Recursos Humanos, por todos os cantos deste Grupo, estamos todos do mesmo lado, o lado de quem se espera que ajude! 

E quantas vezes temos de deixar a nossa vida privada lá fora para podermos, empenhados, dar mais do que o nosso melhor? 

Por isso desde o início deste texto NOS menciono no plural, como uma força única e unida, uma só filosofia, um só credo: o da responsabilidade técnica e humana. 

É assim que vejo o Grupo H, como uma mão enorme que ajuda e luta contra o mal comum que é a doença. Nós estamos orgulhosamente nos dedos dessa mão, do lado do bem e unidos no mesmo e único objectivo. 

Somos todos insubstituíveis e necessários, por isso a aprendizagem será sempre no sentido da responsabilidade conjunta e da união transversal.

 

 

Henrique Alves Henriques, Diretor Executivo do Grupo H Saúde

segunda, 05 de julho de 21